Canto Negro

Em março demos início ao projeto canto negro que conta com apoio do Edital ProAC nº 20 / 2013 - Estímulo à Leitura em Bibliotecas Municipais da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. Estão previstas ações de fomento a leitura a serem realizadas pelo grupo “CANTANDO CONTO” de narradores de histórias em bibliotecas públicas e instituições parceiras na região do ABC paulista(local onde está a sede do grupo).Tais ações incluirão atividades de contação de histórias, oficinas de fruição artística, sarau literário, publicação de uma revista(bibliozine), publicação de audio-histórias. e wokshops de formação na arte de contar histórias.O grupo pretende realizar um projeto que estimule o gosto pela literatura junto ao público infanto- juvenil e incentivar o gosto por freqüentar bibliotecas ao aproximar a arte literária do cotidiano desses jovens e crianças. As obras escolhidas possuem grande valor artístico, lingüístico e histórico e serão apresentadas ao público de forma lúdica e instigante incentivando reflexões e apropriações das obras apresentadas ao repertório cultural dos freqüentadores das vivências.

O desenvolvimento integral do ser humano, e por consequência de seu entorno, passa necessariamente pelo reconhecimento e pela valorização do próprio indivíduo, apoiado no entendimento também de outros povos e suas peculiaridades. Nesse sentido, a Literatura se apresenta como instrumento extraordinário na aproximação com as realidades étnicas e estéticas de distintas comunidades.

Além disso favorece a criação do respeito com o ser alheio e possibilita a construção de uma visão ampliada em relação ao gigantesco mundo que habitamos.Na composição desta proposta, tomamos como inspiração a análise do venezuelano Mário Briceño Iragorry (intelectual, escritor, professor que viveu entre 1897 e 1958), que diz:

“Os povos que provaram maior vitalidade tem mostrado um empenho ardoroso em olhar para trás em favor de uma clara explicação de si próprios. Do mesmo modo, como o homem vive enquanto tem memória de seu antepassado, as nações se projetam ao futuro mantendo as tradições como fundo...“

(Briceño-Irragorry, 1989, pp. 306-307).

Assim, transportando tudo isso para nosso tempo e nosso espaço, aportamos na região do ABC paulista onde o projeto Canto Negro deseja incrementar o acesso ao universo literário, através de um diálogo aberto e direto com outras linguagens artísticas, tradicionais e contemporâneas, com o próprio saber popular vivo, com a própria história comunitária de cada potencial leitor.

#cantonegro

Featured Posts
Recent Posts
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

©  por VOZ DOCE DO MUNDO 

  • YouTube Classic
  • Facebook Classic