QUEM SOMOS ?

 

Somos um grupo de atores e músicos que realiza espetáculos, sessões de contação de histórias, shows musicais, oficinas, projetos culturais e pedagógicos que envolvem as artes cênicas, a música e as artes plásticas. Nossa pesquisa tem como base os possíveis encontros entre o teatro narrativo e a música.Os espetáculos acontecem a partir de uma interação com o público, o qual participa ativamente do processo de criação do jogo cênico, sendo convidado a realizar atividades de percussão corporal e brincadeiras cantadas apreendidas na hora para composição da atmosfera cênica e audição dos contos.

Os autores escolhidos como inspiração para criação do repertório do grupo: Hans Cristian Andersen,Luís da Câmara Cascudo, Ricardo Azevedo, Tatiana Belinky, Daniel Munduruku e Kaká Wera Jacupê buscaram inspiração na tradição cultural de seus respectivos países para escrever/transcrever seus contos e causos. Durante as sessões os artistas buscam criar uma ponte entre a literatura escrita e a tradição oral utilizando a música e as brincadeiras cantadas como fio condutor das ações cênicas.Para nós cantar e contar histórias constitui uma oportunidade de promover encontros entre as pessoas, momentos de pausa e escuta necessários para que possamos construir um olhar mais sensível sobre a realidade que nos cerca.

HISTÓRICO

Em 2012 e 2013 o grupo foi contemplado pelo edital de fomento a leitura da secretaria de cultura de São Bernardo do Campo. Realizando sessões de contação de histórias em equipamentos de cultura do município e instituições conveniadas. Também em 2012 e 2013 o grupo realizou apresentações no espaço de leitura, localizado dentro do parque da água Branca e na Biblioteca São Paulo, localizada dentro do Parque da Juventude. Desde de 2009 atuando como educadores do PIA( Programa de Iniciação Artística) os educadores Ana Moreira e Rogério Amorim tem dinamizado atividades com crianças nas bibliotecas do CEUs de onde nasceram as atividades: bibliorário, bibliolafora e bibliosarau.Durante o ano de 2010 os artistas/educadores Daniel Freitas e Ana Moreira integrantes do grupo orientaram oficinas para crianças no SESC Santana. Tais oficinas intituladas “Arte a quatro mãos” uniam a contação de histórias á pratica das artes plásticas. Nesse mesmo ano realizou-se em Itatiba a oficina ”Integração artística - uma proposta lúdica a partir de contos folclóricos” para educadores da rede pública de ensino. Durante o ano de 2009 o grupo realizou o projeto “Infância é coisa, coisa?” realizado em escolas da rede publica de ensino da cidade de São Paulo, nesse projeto os contadores de histórias pesquisaram contos da tradição popular brasileira e obras literárias de Guimarães Rosa e Manuel de Barros que refletiam sobre o universo infantil. Em 2008 o grupo realizou a intervenção musical “Gentilezas Brasileiras” no SESC Pinheiros, o repertório da intervenção era composto por canções que animam festejos populares (cocos, sambas, jongos e cirandas). Rogério Amorim foi um idealizadores o festival de Afro Contação de História “Hadith Njoo“ realizado espaço do grupo Ilu Obá de Mim.

©  por VOZ DOCE DO MUNDO 

  • YouTube Classic
  • Facebook Classic